quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

OS CAVALEIROS DO ZODÍACO - O Enredo da Série Clássica

O enredo se concentra em um órfão chamado Seiya, forçado a ir ao Santuário na Grécia para obter a Armadura de Bronze de Pégaso, uma veste usada pelos 88 guerreiros da deusa grega Atena, conhecidos como Cavaleiros. Após despertar o poder dos Cavaleiros, uma essência espiritual que se originou com o Big Bang (chamada de Cosmo), Seiya rapidamente se torna o Cavaleiro de Pégaso e volta ao Japão para encontrar sua irmã mais velha. Como a jovem havia desaparecido no mesmo dia em que Seiya foi para o Santuário, Saori Kido, a neta do homem que enviou todos os órfãos para treinar, faz um trato com ele e o pede que participe de um torneio chamado de Guerra Galática, onde os órfãos que sobreviveram e se tornaram Cavaleiros de Bronze devem lutar para ganhar a mais poderosa Armadura: a Armadura de Ouro de Sagitário. Se Seiya vencesse o torneio, Saori iniciaria uma busca por sua irmã.



O torneio é interrompido pelo vingativo Cavaleiro de Fênix, Ikki, que deseja eliminar qualquer traço que o ligue às pessoas que o forçaram a seguir seu treinamento. Ele rouba partes da Armadura de Sagitário e enfrenta os Cavaleiros de Bronze restantes, Seiya, Shun, Shiryu e Hyoga. Com a derrota de Ikki, os Cavaleiros de Bronze são atacados pelos Cavaleiros de Prata, enviados pelo Grande Mestre do Santuário para eliminá-los. Enquanto vencem as batalhas, os Cavaleiros de Bronze descobrem que Saori é a reencarnação de Atena e que o Grande Mestre tentou matá-la ainda bebê. O Cavaleiro de Ouro de Sagitário, Aiolios, salva Saori, mas é morto logo depois. Antes disso, entrega Saori ao seu avô adotivo. Decididos a apoiar Saori, os Cavaleiros partem para o Santuário para enfrentar o Grande Mestre, mas antes de sua chegada, Saori é gravemente ferida por uma flecha. Os Cavaleiros acreditam que o Grande Mestre pode curá-la e tentam encontrá-lo, mas são confrontados por diversos Cavaleiros de Ouro no caminho.

Depois de diversas batalhas, Seiya chega ao templo do Grande Mestre e descobre que ele é o Cavaleiro de Ouro de Gêmeos, Saga, que matou o Grande Mestre em busca de poder. Com a ajuda do Cosmo de seus amigos, Seiya derrota Saga e usa o escudo da estátua de Atena para curar Saori. Logo depois, Saga comete suicídio como forma de se punir.


Na segunda saga do mangá, o deus dos mares Poseidon reencarna no corpo de Julian Solo com o objetivo de alagar a Terra. Saori vai até seu templo, onde Julian a aprisiona. Seiya, Hyoga, Shun e Shiryu vão até o templo e enfrentam os subordinados de Julian, os Marinas. Enquanto isso, Ikki descobre que o responsável por esta guerra é o irmão de Saga, Kanon de Gêmeos, que manipulou Julian. Durante a batalha final, o espírito de Poseidon desperta dentro de Julian e consegue derrotar seus oponentes. Salva pelos Cavaleiros, Saori guarda a alma de Poseidon em sua ânfora.

A última saga do mangá mostra a ascensão de Hades, deus do submundo e o maior inimigo de Atena, após se libertar de sua prisão. Ele revive os Cavaleiros de Ouro e o Grande Mestre Shion de Áries e os envia ao Santuário para matar Atena. Os Cavaleiros de Ouro que restam conseguem rechaçar o ataque, mas Saori comete suicídio. Ela faz isso para ter acesso ao submundo e enfrentar Hades com a ajuda de seus Cavaleiros. Shion revela que a intenção real dos Cavaleiros revividos era entregar a Saori sua própria Armadura, e a entrega para o grupo de Seiya antes de morrer novamente. No submundo, os Cavaleiros de Bronze enfrentam os Espectros de Hades. Na batalha final contra o deus da morte, os Cavaleiros adquirem as Armaduras Celestiais e juntamente com Saori, matam Hades. Porém, Seiya se sacrifica ao receber o ataque final de Hades e os Cavaleiros voltam para a Terra com seu corpo.

domingo, 24 de fevereiro de 2013

OS CAVALEIROS DO ZODÍACO


OS CAVALEIROS DO ZODÍACO

Saint Seiya (聖闘士星矢 Seinto Seiya), conhecido nos países lusófonos como Os Cavaleiros do Zodíaco, é uma série japonesa de mangá, escrita e ilustrada por Masami Kurumada, publicada na revista Weekly Shōnen Jump de 1986 a 1991 e adaptada para anime pela Toei Animation de 1986 a 1989.
A história mostra cinco guerreiros místicos chamados de "Cavaleiros" (ou "Saints" no original) que lutam vestindo "Armaduras" (ou "Cloths") sagradas baseadas nas diversas constelações que protegem cada um dos guerreiros. Os Cavaleiros têm como missão defender a reencarnação da deusa grega Atena em sua batalha contra outros deuses do Olimpo que pretendem dominar a Terra.

Tanto o mangá original quanto sua adaptação em anime fizeram muito sucesso no Japão e em diversos países da Europa e América Latina, incluindo Hong Kong, Singapura, França, Itália, Espanha, México, Peru, Argentina, Colômbia, Equador, Chile, Brasil e República Dominicana.

Quatro filmes da série foram exibidos em cinemas japoneses. O anime foi cancelado em 1989, deixando uma das sagas do mangá sem adaptação. Porém, em 2002, a Toei Animation continuou o anime com três séries OVA (a última teve fim em 2008) e um quinto filme foi exibido em 2004.

Quando Masami Kurumada estava no processo de criação do mangá, o nome do cavaleiro de pégaso seria Rin, e o título "Ginga no Rin" (Rin da Galáxia). Entretanto, depois Kurumada mudou o nome do personagem para Seiya, por julgá-lo mais adequado, isto porque em kanji, Seiya significa "flecha estelar" (uma referência à constelação de sagitário, signo de Seiya e do próprio Kurumada). Finalmente, o título foi mudado para Saint Seiya porque os defensores de Atena seriam chamados de "santos cavaleiros".

Seiya foi inspirado no personagem Takane Ryuuji, protagonista do mangá Ring ni Kakero, também de autoria de Kurumada.


Mangá

O mangá original foi criado, escrito e ilustrado por Masami Kurumada na revista Weekly Shōnen Jump entre 1986 e 1991 e dividido em 28 volumes.
A série tem três sagas principais: Santuário, Poseidon e Hades. O volume 13 também contem uma história independente chamada Nastassja da Terra do Gelo.
Além dos volumes originais, a série foi reimpressa quatro vezes: em 1995, 2001, 2003 e 2007.
 
 
Outras séries

Durante 2002, um novo mangá chamado Cavaleiros do Zodíaco: Episódio G começou a ser produzido. A história acontece 7 anos antes dos eventos do mangá original e 6 anos após a morte do Cavaleiro de Ouro Aioros de Sagitário, com Aioria de Leão como protagonista. Durante a série, os Titãs são trazidos de volta à vida com a missão de recuperar sua terra, e os Cavaleiros de Ouro são enviados para impedi-los e proteger os humanos. Esta nova série de mangá é escrita e desenhada por Megumu Okada, com a autorização de Kurumada. Os capítulos são publicados naChampion RED, com 19 volumes já lançados e encontra em hiatos desde de 2012, no ano em que foi previsto que a série deve ser finalizada no próximo volume, o volume 20.




Em 2006, Kurumada deu continuidade à história de Os Cavaleiros do Zodíaco com Saint Seiya: Next Dimension. A história continua com a a Guerra Santa anterior entre as divindades do universo da série. Heróis do presente voltam no tempo para salvar Seiya de Pégaso de sua morte iminente. A obra é publicada na revista Shōnen Champion e tem sua publicação por temporada (apróximadamente 8 capítulos sequenciados e volta a ficar em hiato por meses), lançando praticamente um volume por ano. No início de 2013 foi lançado o volume 7 e foi previsto o retorno do mangá na temporada de verão do mesmo ano (junho/julho de 2013).




Ainda em 2006, outra série de mangá chamada de Saint Seiya: The Lost Canvas começou a ser publicada, contando uma interpretação alternativa da Guerra Santa que ocorreu no século XVIII, 250 anos antes da série original. A história se desenrola a partir de Tenma, o Cavaleiro de Pégaso, e seus amigos Alone e Sasha, que viria a se tornar respectivamente: Hades e Athena. Assim como Saint Seiya: Next Dimension, é publicada na revista Shōnen Champion, com os traços e história de Shiori Teshirogi e supervisão de Kurumada. O mangá foi finalizado no capítulo 223, com 25 volumes, em abril de 2011. Porém na edição da Shonen Chanpion semanal que lançou o ultimo capítulo foi revelado que a série continuaria, lançando mini-sagas dos cavaleiros de ouro, atualmente se encontra com 6 volumes finalizados, cada um contando históia de um cavaleiro, e na produção do sétimo. Os cavaleiros que tiveram suas hisótias publicadas foram: 1.Albafica de Peixes, 2.Kardia de Escorpião, 3.Degel de Aquário, 4.Manigold de Cancer, 5.El Cid de Capricórnio e 6.Regulus de Leão, atualmente a história em lançamento é a do cavaleiro de ouro Asmita de Virgem.

Uma nova série de anime da Toei Animation, com o nome Saint Seiya Ω, começou a ser exibida em abril de 2012. É uma história original (spin off), que não segue a continuidade do mangá de Kurumada. A história se passa 25 anos após a série original (se passando por volta de 2012), contando a história de Kouga, uma criança que foi criada por Saori Kido e treinado por Shina de Cobra para se tornar o cavaleiro de pégasus. Nessa era, Seiya, Shun, Shiryu, Hyoga e Ikki são considerados cavaleiros lendários e Seiya, apesar de ter sumido anos atraz, é conhecido como o maior dos lendários cavaleiros. Quando Kouga era bebê, houve uma guerra contra o deus Marte (é como Ares, deus da Guerra, para os romanos), onde saíram-se vitoriosos, porém Seiya sumiu na batalha final, Shiryu perdeu os cinco sentidos, além de todos (incluindo Saori) terem sido corrompidos por um cosmo negro que corrói aquele que usa cosmo. Uma das novas coisas acrescentadas na série são elementos naturais do cosmo, onde para você ser um cavaleiro, não basta ter e saber usar o cosmo sábiamente, você deve aprender a usar seu elemento cósmico. Eles são: água, terra, fogo, ar, raio, luz, sombra/trevas. Os seis protagonistas do anime possuem elementos diferentes respectivamente: Ryuho de Dragão (filho de Shiryu com Shunrei), Haruto de Lobo, Souma de Leão Menor, Yuna de Águia, Eden de Órion e Kouga de Pégasus. Outra coisa nova na série é o design das armaduras que é muito diferente das armaduras comuns vistas em qualquer outra saga de Cavaleiros, possuindo um design bonito, porém partes da armadura (principalmente as golas) parecem serem feitas de pano. Urnas das Armaduras foram banidas! Lembram-se de Seiya usando uma caixa para carregar? Aquelas caixas foram transformadas nas Cloth Stone, que são pequenas pedras que invocam as armaduras para o cavaleiro. Por exemplo, o Kouga de Pégasus usa um colar como Choth Stone e Ryuho de Dragão usa um anel.

 Anime
 

A adaptação para anime é baseada no mangá de mesmo título e segue o mesmo enredo. Produzido pela Toei Animation, teve sua estreia no Japão no canal TV Asahi em 11 de outubro de 1986 e durou até 1989. Foi dirigido por Kōzō Morishita (episódios 1–73) e Kazuhito Kikuchi (episódios 74–114). Os desenhistas da obra foram Shingo Araki e Michi Himeno, com trilha sonora composta por Seiji Yokoyama. Os escritores responsáveis por adaptar a história de Kurumada foram Takao Koyama e Yoshiyuki Suga. A série tem três sagas: Santuário (episódios 1–73),Asgard, exclusiva do anime (episódios 74–99) e Poseidon (episódios 100–114).

A série foi originalmente exibida em Portugal pela RTP entre 1992 e 1993, na sua versão original japonesa e sem genérico de abertura ou encerramento. A exibição da série acabou por ser prematuramente cancelada, com apenas 36 episódios, por alegadas queixas relacionadas com o seu conteúdo violento da parte dos pais. A SIC iniciou a transmissão de uma versão portuguesa da série em 1999, marcada pelas constantes mudanças de horário, que começou aos domingos pelas 12 horas, passou para terças e quintas às 9 horas e tendo acabado nesses dias às 7:30 da manhã. O canal Animax transmitiu a versão japonesa com legendas.

No Brasil, a série foi exibida originalmente pela extinta Rede Manchete entre 1994 e 1997 e foi reprisada pelo Cartoon Network a partir de 2003 e pela Band na TV aberta desde 2004, ambos em uma versão redublada. Em 2010, a Band exibiu a saga de Hades, até então inédita no país.[3], como teve uma reprise em 24 de Dezembro de 2012. Lost Canvas permanece inédito na TV, porém lançado apenas em DVD em 2010 com a dublagem dos estúdios DuBrasil, enquanto o Omega estará sendo desenvolvido na dublagem do mesmo estúdio em 2013.

Por hoje é isto...amanhã tem mais ... :P

Por Carine Gomes (Parker)
 

sábado, 23 de fevereiro de 2013

Especial Dana Scully

Em comemoração ao aniversário de nossa Agente do FBI favorita, a Equipe do Sindicato do Fã trás para vocês uma pequena biografia da personagem, interpretada pela atriz Gillian Anderson durante as 9 temporadas do seriado Arquivo X, além de em dois longa metragens.
Então... FELIZ ANIVERSÁRIO SCULLY!!!

 ********************************PS: *******************************************
Antes de começarmos gostaria de desejar um FELIZ ANIVERSÁRIO para nossa querida amiga Patty que esta fazendo aniversário hoje também, PARABÉNS PATTY , TUDO DE BOM!! FELICIDADES HOJE E SEMPRE!!
Comemore, dê uma festa...
 Afinal é o seu aniversário...
 Tire os seus sonhos de dentro do armário...
Limpe-os, espane-os, lave-os, passe-os, renove -os pois um novo começo te espera...
Pense nos velhos tempos...
 E vire uma página da vida...
Esqueça o que fez sofrer...
Porém guarde e relembre sempre o que te faz Feliz..
 Hoje é o seu dia, tome alegria de viver ...
 Brinque à  felicidade...
 E comemore a maravilha  de ser alguém especial...
 Você, uma pessoa única, maravilhosa, sem igual!
 Tenha um Felicíssimo Aniversário!
 Com todo NOSSO carinho...
 Felicidades, sucesso, saúde e muito amor, hoje e sempre!

************************************************************************************
Biografia

Nome: Dana Katherine Scully
Data de nascimento: 23 de fevereiro de 1964
Profissão: Agente do FBI
Especialidade: Médica
Familiares:
William Scully (pai)
Margaret Scully (mãe)
Melissa Scully (irmã)
William Scully Jr. (irmão mais velho)
Charles Scully (irmão mais novo)
Emily (filha)
William (filho)
Fox Mulder (Companheiro)



************************************************************************************
A agente especial Dana Scully não é somente uma médica legista, mas uma pessoa que acredita firmemente na razão, que pensa haver uma explicação científica por detrás de cada Arquivo-X. Contra a vontade dos pais, Scully foi da escola de medicina para Quântico, onde deu aulas por dois anos no centro de treinamentos do FBI. De lá foi designada para trabalhar com Fox Mulder e os Arquivos-X, com a forte implicação de ter que desacreditá-los. Durante os anos que trabalharam juntos, sua confiança nos instintos de Mulder e seu respeito por sua integridade erodiram seu ceticismo. Ela credita sua fé a um científico e ordenado universo, constantemente desafiado pelos casos que investiga com Mulder. Longe de ser uma espiã trabalhando para os burocratas, boicotando o trabalho, Scully é uma parceira integralmente dedicada e concentrada em reunir as duras evidências que provarão que a verdade está lá fora.
Todavia, a medicina não explica como Scully engravidou após anos de infertilidade. Apesar dela e Mulder temerem o pior, William nasce humano e saudável. Assim que começam a aceitar a ideia que o bebê foi concebido de forma natural, misteriosos indícios apontam que talvez William seja mais milagroso do que possam imaginar. E isto coloca em risco suas vidas.
Dana Scully teve sua graduação em física e medicina. Especialista em medicina legal, contra a vontade de seus pais foi para o FBI, onde lecionou por dois anos na Academia de Treinamento. Depois disso foi designada para ser parceira de Fox Mulder, um agente phd em psicologia que estava a frente dos Arquivos X, uma sessão do FBI que é responsável pela investigação de casos inexplicáveis e por vezes até bizarros. Para termos uma noção do reconhecimento e popularidade dos Arquivos X, ele é situado, literalmente, no porão do Bureau de investigação; Mulder era conhecido como "o estranho Mulder" e acreditava que sua irmã fora abduzida quando ela ainda era criança, nos Arquivos X, ele se dedicava a descobrir a verdade, o que inclui: alienígenas, experiências genéticas com humanos e aliens, conspirações governamentais e planos de colonização do planeta.
Por ser uma cientista, Scully recebeu a tarefa de ser parceira de Mulder, fornecendo relatórios a fim de invalidar seu trabalho. Mas as coisas não aconteceram de acordo com o que os grandes chefões do governo que a designaram desejavam, o motivo ela mesmo descreve como "a verdade que não se pode negar". Por causa de seu trabalho e por ter se tornado o ponto que mais afeta Mulder, ela tem sofrido o que nenhum ser humano suportaria. Com o desenrolar da série, devido os enigmas e mistérios, alguns dos fâns chegaram a desconfiar que a Agente Especial Dana Scully seria a irmã desaparecida do Agente Mulder, isso pelo fato a agente ter sofrido uma suposta abdução. Só que com o desenrolar da série descobre-se que ela não era irmã do agente.


Primeira temporada

No primeiro ano de Arquivo X, ela perde seu pai, por quem tem profunda admiração e pela sua angústia em não saber se ele se orgulhava dela, se vê tentada a sucumbir aos apelos de um presidiário psicopata que afirma receber o espírito de seu e pai e que tem uma mensagem dele para ela. Nos Arquivos X, ela ainda tem que enfrentar um trabalho em que exige-lhe um bom estômago para fazer autópsias muito mais nojentas que as normais, o risco de morte, algumas "porradas" e uma constante angústia provocada pelo confronto entre sua fé na ciência e o inexplicável.


Segunda temporada


No segundo ano, ela é sequestrada por Duane Barry, um ex-agente do FBI que afirma ser constantemente abduzido, após isso ela some e ele alega que ela foi levada pelos aliens em lugar dele. Após tanto sofrimento de Mulder por perder sua parceira, sua tristeza é continuada quando ela é encontrada no hospital e em coma. Em representação ao coma, vemos Scully em um barco flutuando num lago e preso a terra por uma corda; depois do coma ser vencido, Mulder devolve-lhe seu crucifixo de ouro inseparável e ela lhe diz: "Senti a força de sua crença", dizendo-nos qual apelo foi realmente relevante para sua volta. Tempos passam... e ela é novamente sequestrada, desta vez por fetichista maluco que tem atração por unhas e cabelos de mulheres mortas. Ela é novamente sequestrada, agora, pelo caçador de recompensas alienígena, este que possui força além do normal e capacidade de mudar de aparência; ele se "transforma" em Mulder para sequestrá-la. Em "Navio Fantasma", Scully, assim como Mulder, envelhece décadas. Tempos após, a ruiva cai nas garras de uma seita satanista e quase é decapitada.


Terceira temporada


 No início do terceiro ano, sua irmã Melissa é assassinada em uma emboscada preparada para ela. Antes de conhecer as mulheres do Gupo Mufon, que foram abduzidas e após terem tirado os chips, resultantes de experiências, de suas nucas estão desenvolvendo um câncer incurável, Scully descobre um chip em sua nuca e o retira. É também nesse ano que ela tem uma arma apontada para sua cabeça por, nada mais nada menos que Mulder, que teve sua mente manipulada pelo "instigador" Robert Modell. Depois de algum tempo, é ela quem aponta uma arma para seu parceiro, isto após muita paranóia depois de ter assistido fitas com mensagens subliminares. Para piorar as coisas, tem outro membro de sua família assassinado... seu cachorro Queequag.
 

Quarta temporada


No quarto ano só para variar um pouquinho, Scully é sequestrada, agora pelo maluco Gerry Schnauz e quase sofre uma lobotomia. Quando Scully consegue finalmente se envolver com um homem, ele tem uma namorada para lá de ciumenta e possessiva, trata-se de sua tatuagem, mas apesar de tudo valeu a pena só para ver a "potencialmente" rebelde, Scully fazendo uma tatuagem e dando um "chega pra lá" em Mulder, que "quase morreu por causa do cotovelo doído", com a frase: Essa é a minha vida, Mulder. Mas o pior ainda estava por vir... Scully descobre que assim como as mulheres do Mufon, está desenvolvendo o câncer; enquanto ela está adoecendo cada vez mais em um hospital, Mulder descobre que todos os seus óvulos foram retirados quando ela foi abduzida e estão servindo para experiências.Scully demonstra toda a sua coragem, que não era desconhecida de ninguém, quando decide continuar a trabalhar investigando nos Arquivos X e lutar contra a doença,que se manifesta de tempos e tempos como um sangramento nasal.
 


Quinta temporada

Chega-se o quinto ano com Scully se negando a se render as pressões de seu irmão, "Bill Jr." que propõe que ela pare de seguir as maluquices perigosas de Mulder e fique mais com a família. Enfim, nesse ano vemos o término de um de seus sofrimentos... graças a Mulder, Scully se vê livre do câncer, após ter um novo chip implantado na nuca. Mas como toda alegria dura pouca e a de Scully dura menos ainda... Ela descobre que tem uma filha, gerada a partir de uma experiência com um de seus óvulos, mas para desespero de Scully a garotinha está muito doente e o inevitável acontece; para completar, Mulder decide, enfim, contar à Scully que ela é infértil adicionando mais uma "dorzinha" ao rol de sofrimentos da ruiva...


Arquivo X - O Filme

No filme Arquivo X, vemos Dana tendo seu grande sonho interrompido por uma abelha. Já que quando está prestes a ser beijada por Mulder, a abelha dá-lhe uma picada transmitindo o vírus alienígena.Scully então é raptada e cabe a Mulder salvá-la e aplicar nela uma vacina contra o vírus alienígena que perderá o efeito em 48 horas. Ao salvar Scully eles são perseguidos por aliens. Quando conseguem escapar ainda se deparam com uma enorme nave alienígena que sobrevoa o lugar.Infelizmente Scully não pôde ver devido ao estado em que se encontrava. Ela tenta convencer o governo da existência de alienígenas mas não tem prova alguma a não ser a abelha contendo o vírus.
 


Sexta temporada


No sexto ano por causa de uma troca de corpos, vemos Scully ameaçada de perder Mulder para sempre e ainda ter que aturar o mais ridículo dos homens: Morris Fletcher, que não estava nem um pouco "afim" de desfazer a "troca dos corpos". A salvadora scully esteve ocupada também esse ano tentando salvar seu chefe e amigo, Skinner, que fora envenenado. Foi o ano também da conquista do título imortalidade, depois de levar um tiro ela não morre graças a Fellig, que consegue olhar para morte e roubar o seu lugar.
 


Sétima temporada

No sétimo ano ela tem que lutar para salvar a vida de alguém que é mais do que um amigo, Mulder que após entrar em contato com um artefato alienígena, acaba com o cérebro funcionando mais rápido que o normal, ou melhor, mais rápido do que se pode suportar. Nesses momentos além de lutar pela vida do seu amado, ela ainda tem que aturar a "ex" de Mulder, Diana "mais suja que pau de galinheiro" Fowley. Depois de sete anos de "tensão sexual não resolvida", vai ao ar o primeiro beijo entre Mulder e Scully. Até que... aparece novamente na vida de Scully o Dr° Daniel, o professor casado que foi uma grande paixão quando ela ainda estava na faculdade, mas ele está no hospital morrendo, independente disso Scully percebe o quanto panaca foi por sofrer por esse cara. No sétimo ano além de nós, Mulder e Scully, também tomam conhecimento do amor mútuo... E quando pensamos que vai cessar um pouco a tormenta na vida de Dana Scully... Mulder é abduzido e sabemos que Scully carrega um bebê em seu ventre.


Oitava temporada

 
No oitavo ano, Scully está com um novo parceiro, John Doggett e totalmente crente a respeito das teorias de Mulder e consciente que nem tudo pode ter uma explicação científica. Para ela o início da temporada é caracterizada pela busca frenética por Mulder e após muito procurar... ela finalmente o encontra, ou melhor, seu túmulo. Depois do seu corpo ser exumado, é descoberto que ele ainda está vivo e cabe a Scully lutar para salvar a vida dele, e é claro, Mulder "volta a vida". Agora, se Scully era infértil e ficou grávida e se estamos falando em Arquivo X... Quando Scully está prestes a dar luz, é perseguida por Billy Milles, um híbrido (humano+alien) mutante "indestrutível", mas com ajuda de Mulder, Skinner e Doggett, ela consegue fugir acompanhada pela nova agente do FBI, Monica Reyes, e pelas suas mãos veio ao mundo o pequeno William. Com a oitava temporada nós ganhamos a confirmação de que o pai de William é mesmo Fox Mulder e Scully, sua mãe, que ganhou uma amiga, Monica Reyes.
 


Nona temporada

 
No nono ano, inesperadamente Mulder some, desta vez por uma questão de proteção de sua vida e Scully já percebe que William não é uma criança normal; ela constata que o garoto tem poderes psicocinéticos, ao vê-lo mexer o móbile do berço sem ao menos tocá-lo. Scully também pôde ver que o bebê tem ligações com um artefato alienígena, este que de alguma forma é atraído para Willian. Em determinado momento, William é sequestrado por uma seita de culto a ovnis, mas Scully consegue achá-lo. Nesse ano há mais perdas para Scully, agora trata-se de uma tripla perda, os pistoleiros solitários, três malucos (Langly, Frohike e Byers) que eram amigos e ajudavam a ela e Mulder nas investigações. Mas certamente foi nesse ano que Scully tomou, talvez a maior decisão de sua vida: Para proteger William, ela o leva para a adoção; e o mistério continua, pois ninguém sabe de onde ele veio.
Com a chegada de "The truth", o amor de Scully reaparece, mas sendo acusado de um crime que não cometeu (matar um militar, um supersoldado, um ser que seria "indestrutível") e Skinner tem a missão impossível de defender o réu, num tribunal preparado para declarar a sentença: culpado; e a pena: a morte. Com ajuda dos amigos, Mulder consegue fugir com Scully, conhecendo uma verdade: O mundo será colonizado pelos alienígenas em 22 de dezembro de 2012 (oops, acho que os aliens perderam a data... kkk)  mas nós sabemos que assim como a verdade está lá fora, Mulder e Scully também estão.

Agente Parker


PS2: Querida Gillian, por favor qual formol você usa??
Cada dia que passa essa mulher fica mais linda...como pode???
Crix

domingo, 10 de fevereiro de 2013

Gakkou no Kaidan - Histórias de Fantasmas



Primeiro episódio: 22 de outubro de 2000
Episódio final: 25 de março de 2001
Emissora original: Fuji TV
Emissora no Brasil: Cartoon Network
Elenco: Tomoko Kawakami, Kumi Sakuma, Takako Honda, Mais
Criadores: Studio Pierrot, Aniplex
Gêneros: Fantasia, Comédia, Ação/Aventura, Terror, Animação, Anime


学校の怪談 Gakkō no Kaidan?, Literalmente: Histórias de Fantasmas da Escola,  foi baseado numa série de livros infanto-juvenis escritos por Toru Tsunemitsu, que também inspirou uma série de filmes, um seriado de TV e um mangá, o anime originalmente tinha 21 episódio, porém foram exibidos somente 20 episódios, foi criado em 2000, pelo estúdio Aniplex e o Estúdio Pierrot, para a Fuji Television.

Em outubro de 2005, foi exibido pelo Cartoon Network para toda América Latina.

O anime trata da vida de  Satsuki Miyanoshita (personagem principal), e de seu irmão mais novo, Keiichirou Miyanoshita.

Eles mudam para a cidade natal de sua falecida mãe, e já no primeiro dia de escola eles descobrem que a antiga escola, que fica próximo da atual, é mal assombrada, e a mãe deles fora responsável por exorcizar os fantasmas que assombravam essa escola. O local onde sua mãe havia prendido os fantasmas foi destruído e agora é o dever de Satsuki exorcizar esses espectros diabólicos de uma vez por todas.

No primeiro episódio eles prendem um fantasma (acidentalmente) chamado Amanojaku no corpo de seu gato Kaya, o fantasma se mostra afeição pelos garotos e sempre os ajuda a vencer os fantasmas malignos que passa em seu caminho, mesmo que muitas vezes apenas dando dicas de como podem derrotá-los.

A mãe de Satsuki registrou todas as suas experiências em um diário (Diário Fantasma ) para que um dia, se os fantasmas fossem soltos (acidentalmente), alguém pudesse enfrentá-los. Neste diário esta escrito sobre a vida de sua mãe em relação aos fantasmas, contendo desenho dos fantasmas, nomes, a data das capturas, o modo de fazê-lo dormir, também é um diário muito importante para Satsuki e Keichiro,pois apesar de ajudá-los com os fantasmas, também é o único objeto que restou de sua mãe.

Satsuki e Keichiro  fazem amizades bem peculiares: Hajime, um garoto com um pervertido passatempo de espiar a calcinha de suas colegas de classe; Momoko, uma aluna da 6ª série com poderes mediunícos; e Reo, um amigo do Hajime com uma obsessão por fenômenos paranormais.

Com o passar da série, eles vão descobrindo vários mistérios: tanto da vida da mãe de Satsuki, quanto  da "escola assombrada".


Gakkou no Kaidan não é um dos animes mais famosos no universo otaku, mas aqui no Brasil fez bastante sucesso. Ele foi reprisado 6 vezes e até apareceu duas vezes no Votatoon.

No Japão o anime ganhou um jogo para Game Boy Advance, neste jogo  você tem a opção de escolher ser uma menina ou um menino , principal objetivo do jogo é exorcizar os fantasmas que estão assombrando a escola, o sistema e o formato lembram muito os jogos da franquia Pokémon.

Em minha humilde opinião (CriX) é um anime que poderia ter sido explorado um pouco mais devido ao tema ...


 Cuidado abaixo contém SPOILERS.... SPOILERS.... SPOILERS.... SPOILERS.... SPOILERS.... SPOILERS.... SPOILERS.... SPOILERS.... SPOILERS.... SPOILERS.... 


Eu avisei SPOILERS.... tem certeza?
SPOILERS.... SPOILERS....

No  Diário Fantasma
Papel Vermelho/Papel Azul:
 11 de novembro: 
Eu vi papel vermelho e papel azul, você tem que desenhar em um papel com tinta vermelha , se você escolher qualquer cor além de vermelho e azul você será arrastado para o inferno e nunca mais poderá voltar.

Kutabe: 
12 de novembro: 
Eu coloquei o fantasma de Kutabe para dormir em sono mental na estátua de Jizo colocando um feitiço nele dizendo as palavras mágicas. É um fantasma violento que reside no quarto degrau da escada e faz com que as palavras ditas se torne realidade.

Da Vinci:
 29 de junho: 
Da Vinci, o espírito do mal está dormir no meu quadro. Mas, se alguém desenhar um quadro igual ao meu Da Vinci será libertado. Estou preocupada por que muitas crianças podem querer pintar o prédio da escola... 

1 de novembro: Eu fiz Da Vinci dormir mais uma vez com a ajuda de uma garota misteriosa que se parecia muito comigo. Senti-me muito próxima a ela. Tenho certeza de que nos reencontramos de maneira inesperada...
Este é uma dos episódios que gostei bastante: O Motoqueiro Sem Cabeça, é uma versão do Cavaleiro sem cabeça, é bem interessante, o que me chamou a atenção é que se você estiver utilizando cachecol ele não te ataca ...


Abertura


Encerramento


Episódios
1.       O Espírito Do Mal
2.       Papel Vermelho ou Papel Azul
3.       A Escada Mal Assombrada
4.       O Fantasma Do Piano
5.       O Fantasma Do Velocista
6.       O Fantasma Das Crianças
7.       Os Fantasmas Do Espelho
8.       O Site Dos Mortos
9.       O Coelho Fantasmagórico
10.   O Túnel Fantasma
11.   A Boneca Enfeitiçada
12.   O Fantasma Da Enfermeira
13.   A Maldição do Retrato
14.   O Fantasma Das Estradas
15.   Ritual Diabólico
16.   A Casa do Mal
17.   O Fantasma Da Neve
18.   A Voz da Morte
19.   O Motoqueiro Sem Cabeça
20.   O Espírito Vingador
21.   Eu sou bonita? Mulher com Fissura Labial  (originalmente seria o 3° episódio )
Sobre o episódio 21:No Japão esse episódio foi exibido como sendo terceiro titulo do episódio, mas depois da exibição o episódio foi rejeitado pela emissora por causa de reclamações que ocorreram por esse problema descrito ser relacionado á uma doença que deforma os lábios, devido a isto foi exibido somente uma vez, no Japão, e resolveram que o episódio não seria exibido no restante do mundo.

Resumo: A história é sobre Momoko,que consegue uma vaga como enfermeira na escola,pois a antiga enfermeira aparece com lábios deformados(com a fissura labial).

Então Momoko começa a ser perseguida por uma mulher estranha com um pano na boca,que ela logo descobre que é o espiríto de uma mulher que foi morta pelo marido ciumento,e coisas estranhas começam á acontecer. Satsuki vê o Diário Fantasma e diz que quando o fantasma perguntar "eu sou bonita?", ela nunca deve disser sim, pois a pessoa fica com seus lábios deforma, a resposta correta é : "não, você é feia,e eu não quero ser como você!",então o fantasma fica preso em um batom.
Só consegui encontrar o trailer do Episodio no youtube, se alguém souber, me avise por favor... segue abaixo para quem ficou curioso como eu :


Personagens






Satsuki Miyanoshita (宮ノ下さつき Miyanoshita Satsuki?), é filha de uma poderosa exorcista chamada Kayako, mora com seu irmão menor Keichiro e seu pai Reichiro.







Keiichirou Miyanoshita (宮ノ下敬一郎 Miyanoshita Kei'ichirō?)
Irmão de Satsuki, não se conforma com a morte da mãe e adora o fato de Amanojaku estar no seu gato Kaya, já que ele adora conversar com alguém e sempre se sente sozinho. É determinado, mas um pouco medroso.





Momoko Koigakubo (恋ヶ窪桃子 Koigakubo Momoko?)
Melhor amiga de Satsuki, está na 6ª série, é inteligente, bonita e é sensitiva. Ajuda muito os amigos, apesar de sua primeira aparição ter sido um tanto assustadora.




Hajime Aoyama (青山ハジメ Aoyama Hajime?)
Um menino pervertido com um péssimo hábito de espiar a calcinha de Satsuke e demonstra ter sentimentos Satsuki.







Reo Kakinoki (柿ノ木レオ Kakinoki Reo?)
Melhor amigo de Hajime, é muito medroso e se considera um grande caçador de fantasmas. Assim como Satsuki, parece atrair fenômenos sobrenaturais. Gosta de Satsuki apenas como amiga, já que sabe os sentimentos de Hajime por ela.



Reiichirou Miyanoshita
Engenheiro, pai de Satsuki e Keiichirou. Adora os filhos, mas acha que eles ficaram um pouco estranhos por causa das mudanças.



Kayako Miyanoshita
Mãe de Satsuki, foi aluna da Escola Velha e exorcisava os fantasmas de sua escola. Escreveu um diário que ajuda Satsuki a enfrentá-los.
Morreu há 3 anos de uma grave doença .




 .

sábado, 9 de fevereiro de 2013

O poder das histórias curtas...


DEATH NOTE e ANOTHER
O poder das histórias curtas

            A morte sabe como contar uma boa história.

            Digo isso porque as duas melhores séries de anime que eu conheço têm a morte como tema.

            DEATH NOTE é uma obra prima de 36 episódios que rivaliza com as melhores historia de detetive já escritas. O estudante “Light Yagami” encontra um caderno sobrenatural que permite matar qualquer pessoa apenas escrevendo o nome da vítima. De porte do Death Note, Light inicia um plano para eliminar a maldade assassinando criminosos do mundo todo de ataque do coração. As mortes levantam suspeitas e o detetive internacional conhecido apenas por “L” inicia um jogo de gato e rato que move todo o anime.
A mitologia do “Caderno da Morte” e a inteligência “sherlockiana” de Light e “L” são o ponto forte da animação. E não tenha receio de torcer pro vilão em alguns momentos devido ao brilhantismo que ele lida com as reviravoltas da historia.

ANOTHER é ainda menor, mas com apenas 12 episódios consegue prender o espectador numa trama de suspense e terror. Em 1972 o estudante Misaki Yomiyama  da sala 3-3 da escola Yomiyama morreu inesperadamente. Misaki era tão querido por colegas e professores que todos se recusaram a aceitar sua morte e continuaram agindo como se ele ainda estivesse vivo. 
Quando a foto de graduação foi tirada o estudante morto estava lá.  Desde então a morte se sente convidada a estar na sala 3-3.
É tudo que pode-se falar da historia sem estragar nenhuma surpresa, mas garanto que é um ótimo conto de terror, repleto de sustos, sangue e arrepios.
  
Embora eu seja apaixonado por Cavaleiros do Zodíaco, Naruto e Yu Yu Hakusho, o tamanho agigantado de suas tramas contribui para que ela tenha altos e baixos. Algo muito comum em séries de TV Americana.

Sendo assim, histórias curtas, quando bem trabalhadas, conseguem manter a qualidade mais facilmente, além de ser uma ótima indicação para quem está começando a ver animes agora. Afinal ver 12 (ou 36) episódios é mais atraente do que ver 500, rsss


Fica a dica.



Helio Francis

Twitter: @nickman38

Another

Another (アナザー Anazā?) é uma light novel ficcional japonês de mistério e horror escrito por Yukito Ayatsuji, publicado em 29 de Outubro de 2009 pela Kadokawa Shoten. Uma adaptação para mangá por Hiro Kiyohara foi serializada entre Maio de 2010 e Janeiro de 2012 na revistaYoung Ace da Kadokawa Shoten. 
Uma série de anime com 12 episódios baseada no romance foi exibida de 10 de Janeiro até 26 de Março de 2012, produzida pelo estúdio P.A. Works. Um filme Live-action foi lançado em agosto no Japão.

Light Novel
Another é originalmente uma Light Novel de 677 páginas escrita por Yukito Ayatsuji. A novel foi serializada na revista de leitura Yasai Jidai da editora Kadokawa Shoten em períodos intermitentes entre Agosto de 2006 e Maio de 2009. Um volume tankōbon completo foi publicado em 29 de Outubro de 2009 e uma edição bunkobon de dois volumes foi lançada em 25 de Setembro de 2011. Um relançamento da edição bunkobon com ilustrações por Noizi Ito foi lançada em 1 de Março de 2012. Ayatsuji anunciou que escreverá uma novel relacionada intitulada Another: Episode S e uma sequência intitulada Another 2. 


Mangá
Uma adaptação para mangá ilustrada por Hiro Kiyohara foi serializada entre Maio de 2010 e Janeiro de 2012 na revista Young Ace da editora Kadokawa Shoten.

O mangá será lançado agora em 2013 pela Editora JBC.

Anime

Uma adaptação para anime produzida pela P.A. Works e dirigida por Tsutomu Mizushima começou a ser exibida no Japão em 10 de Janeiro de 2012 e terminou em 26 de Março de 2012.
 Um episódio OVA chamado "episódio 0" que conta um pouco do que se passa antes do início da série foi lançado em 26 de Maio de 2012 junto com uma edição limitada do mangá. 

Trilha Sonora

A trilha sonora foi produzida por Kow Otani, e a direção de som fica a encargo de Yoshikazu Iwanami. 

Temas de abertura : "Kyomu Densen" (凶夢伝染) por Ali Project

Temas de encerramento: "Anamnesis" por Annabel

Filme live-action

Uma adaptação para live-action dirigida por Takeshi Furusawa e produzida pela Kadokawa Pictures foi lançada nos cinemas japoneses em 4 de agosto de 2012.

Death Note




Death Note (デスノート Desu Nōto?, lit. "Caderno da Morte") é uma série de mangá escrita por Tsugumi Ōba e ilustrada por Takeshi Obata, e que cuja adaptação para anime foi dirigida por Tetsurō Araki.

O mangá foi publicado pela primeira vez em dezembro de 2003 pela editora Shueisha na revista semanal japonesa Weekly Shōnen Jump, até maio de 2006 com um total de doze volumes.
 Mais tarde, a história do mangá foi adaptada em um anime desenvolvido pela Madhouse e dirigido por Tetsurō Araki, composto de 37 episódios.
 O anime foi exibido no Japão de 3 de outubro de 2006 até 26 de junho de 2007 pela Nippon Television. Além disso, a obra foi adaptada em três filmes live-action, duas light novels e em vários jogos criados pela Konami para o Nintendo DS.
No Brasil, a série de mangá foi publicada pela Editora JBC. O último dos doze volumes foi lançado em junho de 2008 e o especial How to Read foi lançado em agosto de 2008. 
Em Portugal o mangá começou a ser comercializado em fevereiro de 2012 pela editora Devir. 
O anime foi exibido no Brasil e em Portugal pelo Animax local.


Personagens Principais:


Light Yagami (夜神 月 Yagami Raito?, conhecido também como "Kira")
É um dos melhores alunos do Japão. Uma vez que encontra o Death Note, se dispõe a acabar com todos os criminosos do mundo e criar um mundo onde ele é o deus. Ao usar o Death Note, o número de mortes inexplicáveis chama a atenção de todos os meios de comunicação, tornando-se o centro de atenção do Japão e do mundo. Mais tarde, ele terá que escapar das deduções de L para poder alcançar seus objetivos. Na versão japonesa, seu seiyū é Mamoru Miyano, enquanto que a dublagem da língua portuguesa é feita por José Leonardo. 


L (エル Eru?), cujo nome verdadeiro é L Lawliet (エル・ローライト Eru Rōraito?)
É um famoso detetive particular, do qual ninguém conhecia sua verdadeira identidade, com exceção do seu assistente, Watari. É conhecido mundialmente por decifrar casos complicados, pois é uma pessoa extremamente inteligente. Assim que Remu é manipulada por Light, ela escreve o nome verdadeiro de L no Death Note e ele morre. Na versão japonesa, seu seiyū é Kappei Yamaguchi,  enquanto que a dublagem da língua portuguesa é feita por Sérgio Cantú. 


Misa Amane (弥 海砂 Amane Misa?)
É uma ídolo japonesa famosa que também é portadora de um Death Note. Misa ficou obcecada por Kira depois que ele matou o assassino de seus pais, pelo modo que se dedica a ajudar Light, fazendo se passar pelo "segundo Kira".  Misa se apaixona profundamente por Light, sendo facilmente manipulada por ele, mas ele só a usa para alcançar seus objetivos. Na versão japonesa, seu seiyū é Aya Hirano, enquanto que a dublagem da língua portuguesa é feita por Ana Lúcia Menezes.






Near (ニア Nia?), cujo nome verdadeiro é Nate River (ネイト・リバー Neito Ribā?)
É uma das crianças superdotadas do orfanato Wammy's House e o primeiro na linha de sucessão de L. Ao ser informado da morte de L, ele se ofereceu para pegar Kira junto de Mello, mas Mello se recusou. Mais tarde, com a ajuda do governo, cria a SPK, uma organização fundada com o único objetivo de capturar Kira, conseguindo encontrar Light. Segundo Near, nem ele e nem Mello estavam no nível de L, mas juntos eram o mesmo L, ou até mesmo, o superavam. Na versão japonesa, seu seiyū é Noriko Hidaka, enquanto que a dublagem da língua portuguesa é feita por Charles Emmanuel.





Mello (メロ Mero?), cujo nome verdadeiro é Mihael Keehl (ミハエル・ケール Mihaeru Kēru?)
É uma das crianças superdotadas do orfanato Wammy's House como Near, e o segundo na linha de sucessão de L. Assim que L morre, Mello faz um trato com a máfia para conseguir pegar Kira antes de Near, mas é assassinado por Kiyomi Takada, que escreveu seu nome no Death Note, por ordem de Light.  Na versão japonesa, seu seiyū é Sasaki Nozomu,  enquanto que a dublagem da língua portuguesa é feita por Marcos Souza. 


sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Iremos falar do mais clássico dos clássicos:Sailor Moon!



Olá Pessoal,

Como havia dito, este mês teremos uma homenagem ao Animê, reportagens e
 novidades vão girar em torno do Animê!

Existe uma lista de inúmeros animes que conquistaram legiões de fãs em todo o nosso país, que deixaram a suas marcas intrínsecas em nossa vida. Para falar a verdade chega até a ser difícil citar alguns: Cavaleiros do Zodíaco, Yu Yu Hakusho, Pokemon e por ai vai. O que acaba sendo hilário, pois se analisarmos friamente a cultura brasileira é totalmente oposta à cultura japonesa. Seus dogmas, direcionamentos... tudo é oposto. Mas mesmo com estas dificuldades umas certas garotas de uniforme de marinheiro conseguiram quebrar barreiras: emocionaram mulheres, homens, crianças, adultos e adolescentes de uma forma totalmente inesperada. Sim, estamos falando do mais clássico dos clássicos: Sailor Moon!



Sou uma fã assumida e desesperada por Sailor Moon. Me lembro de acompanhar religiosamente a primeira temporada (conhecida como série clássica) exibida em exaustão pela falecida Rede Manchete nos primórdios de 1996. Na época, não tínhamos tantas informações disponíveis via internet, e quando se tinha, o acesso não era para todos. Sendo assim, o meu refúgio eram as revistas. Até hoje lembro do meu horror ao descobrir por intermédio de uma revista da época que a Usagi (em terras brazucas rebatizada de Serena) iria ter uma filha de cabelo cor de rosa. Mas, chega das minhas memórias, vamos ao que realmente interessa!

A história de Sailor Moon gira em torno de um grupo de jovens que lideradas pela personagem título passam a defender o mundo da injustiça com poderes estelares. A protagonista, Usagi Tsukino (ou Serena Tsukino) é uma típica adolescente – bem humorada, que preza a amizade acima de tudo, porém é comilona, extremamente chorona e péssima na escola! Um dia Usagi se vê frente à frente com uma gata, Lua, que tem em sua testa uma imagem de lua crescente, e que de uma hora pra outra desata a conversar com a jovem estabanada. Usagi descobre por intermédio da estranha gata falante que ele é uma das lendárias guerreiras da Lua, que deveriam lutar e proteger a Princesa da Lua e o Milênio de Prata. O mais estranho de tudo é que a Princesa da Lua esta na Terra, e Usagi terá de encontrá-la – além é claro de encontrar as outras senshis que irão ajudá-la nesta tarefa. É neste momento que Usagi passa a ser conhecida como Sailor Moon e usando um uniforme de marinheiro entoa a tão famosa frase “Punirei você em nome da Lua!”. Era esse o começo de um mito. O primeiro passo de uma das séries mais badaladas dos anos 90.

Conforme os episódios seguem a sua ordem natural, somos apresentados as novas personagens: Ami Mizuno (Sailor Mercúrio)Rei Hino (Sailor Marte)Makoto Kino (Sailor Júpiter, e que foi rebatizada no Brasil de Lita) e Minako Aino (Sailor Vênus, ou Mina no Brasil). Além das primeiras cinco senshis seremos apresentados, ainda durante a série clássica, a mais um personagem de grande repercussão em toda a série: Tuxedo Mask, um jovem que sempre aparece vestido de smoking, com uma rosa de ponta afiada e sempre salva Usagi e as outras senshis nos momentos de necessidade. Tuxedo Mask nada mais é do que o alterego de Mamoru Chiba (que aqui no Brasil foi infelizmente rebatizado de Darien). No decorrer das próximas séries várias outras senshis e personagens se unirão à Usagi e cia limitada, mostrando que a imaginação da autora não tem limites.

Toda a história da série clássica é dentro da procura pelo Cristal de Prata, que somente irá aparecer depois de reunirem os sete Cristais Arco Iris que estão dentro de corpo de pessoas espalhadas nos mais diferentes locais. Essa primeira “temporada” possuía 46 episódios e com um final, diríamos, chocante, deixaram os fãs extasiados para saber qual seria o destino final de suas marinheiras da lua preferidas. Porém, os fãs menos afortunados tiveram que esperar um boooom tempo para tal façanha. A Rede Manchete, emissora que se transformou em um reduto para os fãs de animação japonesa, saiu do ar em 1999, antes de exibir as outras temporadas tão esperadas pelos fãs. Posteriormente Sailor Moon R, a segunda temporada foi exibida (com alguns ‘cortes’) na Rede Record, mas os fãs tiveram a oportunidade de assistir a série completa durante a sua exibição no canal à cabo Cartoon Network.

Ao todo, Sailor Moon possui cinco séries (divididas em Sailor Moon, R, S, SuperS Stars) além de 3 filmes. O mais chocante é com certeza a questão dos mangás. O mangá de Sailor Moon foi um sucesso estrondoso por todos os lugares onde passou, porém, devido à uma questão de direitos autorais até hoje não muito esclarecida, Naoko Takeuchi, a mente criativa por detrás das marinheiras da lua, nunca havia dado autorização para a sua publicação. Depois de anos – e muito próximo do aniversário de 20 anos da série – Naoko liberou os direitos autorais e o mangá foi liberado para publicação. E o mais incrível? Os dois primeiros volumes já lançados nos Estados Unidos até 2011 conseguiram o impensável: alcançar a lista de mais vendidos do mais prestigiado jornal do país, o The New York Times. Um feito e tanto para uma série tão antiga. Os fãs saudosistas entraram em surto coletivo com o lançamento, mas ficaram (ou melhor, ainda estão!) à ver navios esperando pelo lançamento do mangá em terras brazucas.

Como boa fã enlouquecida, não pensei duas vezes em importar o primeiro volume do mangá... Sim, eu comprei essa bela preciosidade (e neste momento estou no aguardo do volume dois, já devidamente requisitado para suprir a minha fúria!). E tenho que assumir: quando peguei o mangá nas mãos pela primeira vez, chorei. Tudo bem que eu sou pior do que mulher grávida assistindo comercial de margarina, mas mesmo assim. Foi um mix de sentimentos. Lembro quando inventei de entrar em um curso de língua japonesa. Todos achavam que era devido ao encanto que tive pela cultura nipônica, vontade de viajar ou qualquer coisa do tipo. Mas a minha verdadeira razão era simplesmente a necessidade de aprender o idioma para que assim pudesse ler o mangá de Sailor Moon em sua língua original, haja visto que a história dos direitos autorais nunca explicados era antiga e eu já sabia que não conseguiria lê-los assim tão cedo. Até mesmo a esperança de um dia conseguir ter a edição em inglês em minhas mãos parecia um tanto quanto descabida na época.



Acho que nem preciso dizer o quão rápido eu devorei essa leitura. A cada página eu relembrava dos surtos, das brincadeiras de escola, das minhas lindas bonequinhas das guerreiras que enfeitavam meu quarto (e que logo após o término da leitura foram resgatadas do seu escuro fundo do armário, tomaram ‘banho’ e voltaram para a estante da minha biblioteca!)... Enfim, foram tantos sentimentos que perdi uns dez minutos apenas encarando o lindo mangá em minhas mãos. Uma sensação de ‘perda’ também invadiu a minha mente: dos fãs que enquanto o mangá não for publicado no Brasil, não poderão ler e se emocionar com a caminhada de Usagi. É uma pena que a publicação do mangá no Brasil não tenha sido confirmada. As especulações sempre existem, talvez uma mais incrível do que a outra, porém, uma confirmação tarda a chegar.

Para maiores detalhes sobre o meu anime preferido EVER! indico o super atualizado SOS Sailor Moon Brasil, que possui em seus arquivos detalhes sobre as cinco séries, seus filmes, mangás, material de fãs, eventos, até mesmo o Musical e o Live-Action que foram gerados após o sucesso da série.

Espero que tenham gostado dos meus comments sobre Sailor Moon! E fiquem de olho no Sindicato do Fã, pois teremos mais novidades em breve!

Até! J

Vivika 

Ghost Hunt



Ghost Hunt
Ghost Hunt é um mangá japonês criado por Fuyumi Ono.
 Primeiro episódio: 3 de outubro de 2006
Episódio final: 27 de março de 2007
Emissora original: TV Tokyo
Elenco: Rie Kugimiya, Kaori Nazuka, Nobuhiko Okamoto, Mais
Gêneros: Animação, Anime,Suspense, Ficção.

Ghost Hunt são as aventuras de Shibuya Kazuya, o presidente do Shibuya Psychic Research Center (SPR), e Taniyama Mai, uma estudante do primeiro ano do ensino médio.
Quando Mai e suas amigas tentavam atrair espíritos com uma simples brincadeira de contar histórias de terror é neste momento que Mai e suas amigas conhecem Shibuya, o dono do SPR, que está escondido para investigar atividades paranormais ao redor da escola.
 Mai acidentalmente machuca a perna de Lin, o assistente de Shibuya e quebrar uma câmera do material deles, e para pagar a sua divida e substituir o assistente de Shibuya, Mai acaba sendo “forçada” a pegar um trabalho de meio expediente para ajudar Shibuya  a investigar os casos de atividades paranormais em sua escola e posteriormente vão fazer investigações em outros locais.
Infortunadamente, Mai acaba gostando de Shibuya, e ao longo da história, com Lin, e muitos outros paranormais e exorcistas, nós somos convidados a entrar neste grande mundo paranormal de espíritos e maldições.
O anime possui 25 episódios muito interessantes são divididos em arquivos, é uma pena que sejam tão poucos. Sintam o clima só pela abertura ...

Abertura




Personagens
Shibuya Kazuya Tem 17 anos, é um rapaz bonito, atraente e inteligente, mas também é muito misterioso, orgulhoso, egocêntrico, auto-confiante e mandão. De acordo com Mai, ele também é narcisista, o que a faz apelidá-lo de Naru. No começo, pensa-se que Naru é apenas um estudioso, mas ao longo do anime, descobre-se que ele tem algum tipo de paranormalidade, e que é bem alta, e por isso, é prejudicial ao seu corpo. Há também o fato de Naru aparecer muito nos sonhos paranormais de Mai, mas até o final do anime, não dá para descobrir se é apenas o desejo que Mai tem de ser ajudada por ele, ou se realmente é o próprio Naru que entra nos sonhos de Mai para lhe dar alguma dica sobre o caso. E um detalhe sobre isso, é que nesses sonhos, Naru tem uma personalidade muito diferente da real, chegando ao ponto de se preocupar com o bem-estar de Mai.

Taniyama Mai Tem 16 anos e é uma garota gentil e amável com as pessoas mais próximas a ela, mas quando fica com raiva, torna-se um pouco agressiva. Apesar de reclamar muito de Naru, ela parece ter uma certa paixão por ele, e fica com ciúmes quando Ayako ou Masako tentam seduzi-lo. Sua vida paranormal começa quando, depois de ouvir histórias de suas amigas sobre o velho prédio da escola, resolve entrar por curiosidade no local, e acaba causando um acidente, que deixa Lin, assistente de Naru, com o tornozelo esquerdo torcido e, naturalmente, incapaz de prosseguir com o caso. Perante a tal situação, Naru pede que Mai seja sua assistente no lugar de Lin até que o caso seja resolvido. Mas depois disso, Naru a chama para trabalhar em seu escritório no período livre. Ao longo do anime, descobre-se que Mai é paranormal, e consegue ver em seus sonhos o que está acontecendo com os espirítos e também algumas coisas que aconteceram no passado deles quando eram vivos.
Matsuzaki Ayako É uma sacerdotiza "moderna". Tem em torno de 20 a 25 anos e tem uma queda por Naru. É rica e foi criada em uma mansão próxima à árvores, e graças a isso, consegue chamar os espíritos das árvores para ajudá-la em seus exorcismos, purificando os fantasmas através de um objeto que Ayako concentra suas energias. Na maior parte do anime, ela não é de muita ajuda nos exorcismos, justamente por não haver árvores por perto dos locais do caso ou pelas árvores do local serem quase mortas, e portanto, sem espíritos para ajudá-la.



Takigawa Houshou Também chamado de Bou, é um monge do monte Kouya. Tem também em torno de 20 a 25 anos e é muito compreensivo e um pouco brincalhão. Ele tem cabelos grandes, o que faz os outros pensarem que ele desistiu de ser monge. Descobre-se ao longo do anime que ele faz parte de uma banda muito famosa entre os adolescentes. É ele quem ensina Mai um feitiço de exorcismo para que ela se defenda em um caso que ela vira alvo do fantasma.


John Brown É um padre que vem da Austrália. Tem 19 anos, apesar de, aparentemente, ser mais novo que Naru, e no começo não sabe falar muito bem japonês, fazendo Bou e Ayako rirem de seu sotaque interiorano. Ele é muito legal e se dá muito bem com Mai. Também gosta de ajudar sempre que pode.



Hara Masako É uma médium. Enxerga fantasmas tão bem quanto qualquer outra pessoa e geralmente pode dizer que tipo de fantasma estão enfrentando, facilitando muito o trabalho. Ela também é apaixonada por Naru, assim como Mai, e por isso as duas costumam ter uma certa rivalidade. Mas de tal modo, Masako e Mai agem como parceiras, já que as duas, às vezes, tem a mesma visão dos fantasmas.





Lin É o assistente de Naru. É chinês e não gosta dos japoneses, por causa do que o Japão fez à China no passado. Ele é muito fiel a Naru, e se preocupa muito com o bem-estar dele. Uma vez ou outra ele censura Naru pelo o que fez ou pelo o que está prestes a fazer. Ele cria essa "confiança" com Naru por este chamá-lo de idiota por acreditar que os japoneses tem culpa pelo o que aconteceu há muito tempo atrás na China. Mais tarde, Mai também fala para Lin que ele não julgue as pessoas só por elas serem japonesas, e Lin acaba sendo mais gentil com Mai depois disso.